Seguidores

sábado, junho 21, 2008

NOITE DE SÃO JOÃO



Noite de São João
De: Ysolda Cabral

Não tem Natal, nem Carnaval
A festa é a de São João
Comida boa, arrasta-pé
E muita animação

Não precisa muita coisa
Uma sanfona, um triangulo, uma zabumba
Um bom puxador de quadrilha e de forró
Pra se dançar a noite toda

Forró rasgado, pé- de- serra
Dengoso e levado a sério
No compasso e mesmo sem sair do lugar
Não há dança melhor pra se dançar

Noite de São João é noite de sonhos a realizar
E, se da quadrilha participar
Controlar o ciúme para a noite não estragar
E assim amanhecer nos braços do ser amado
Feliz por não ter tido que arengar

Arenga num arrasta-pé não é aconselhável
Substituição no ato é delito perdoado
A não ser que o cabra seja muito metido a macho
E queira tomar satisfação
Aí a peleja é resolvida ligeira e na base do facão

Portanto, desejo a todos
Um animado São João
Com muita cautela e juízo
Para não haver confusão...


Um comentário:

Odir Milanez disse...

Essa menina simplesmente brinca com as palavras!Embaralhando-as, como num carteado e passe de mágica circense, delas retira um poema tão puro que me chega como água de sublime fonte ainda virgem de mãos maldosas da humanidade. Aplausos, poeta Ysolda!