Seguidores

segunda-feira, junho 12, 2006

LUZ DE LAMPIÃO


LUZ DE LAMPIÃO


HOJE É DIA DE...
FLORES, JANTAR A LUZ DE VELAS...
AÍ É QUE SÃO ELAS!

DECLARAÇÃO DE AMOR...
É ROMANCE, QUE EMPOLGA, ENCANTA,
ATÉ A ALMA DOS INCRÉDULOS...
MAS ENGANA...
POIS O AMOR VERDADEIRO, PURO E BELO,
QUASE NUNCA ACONTECE...
MAS, QUANDO ACONTECE,
TORNA-SE NATURALMENTE UM ELO,
QUE CONVENCE E ENTERNECE.

ROMEU E JULIETA,
QUE NO MEU ENTENDER DEVERIA SER,
JULIETA E ROMEU...
ASSIM COMO TRISTÃO E ISOLDA,
DEVERIA SER:
ISOLDA E TRISTÃO,
POR QUESTÃO DE CAVALHEIRISMO E EDUCAÇÃO,
TODOS SABEM DA HISTÓRIA,
E NÃO FOI DE GLÓRIA, NÃO!

AMOR NÃO TEM QUE SER...
TRÁGICO, TRISTE,
E, SIM, MÁGICO E AMIGO.
COM PÉ NO CHÃO...

SE NÃO HÁ VELAS,
ACENDA UM LAMPIÃO...
E FAÇA UMA FESTA.
CANTE E DANCE ,
POIS VOCÊ FAZ A CANÇÃO.

O AMOR NÃO É SOFRIMENTO,
NÃO DEVE SER CIUMENTO,
NÃO DEVE SER ILUSÃO.
DEVE SER, NO SEU TODO,
COMPLETO E DISPOSTO,
A COMPLETAR UM AO OUTRO,
PARA NÃO SE TORNAR FICÇÃO...

MEU AMOR É ASSIM:
UM ELO FECHADO E SÓLIDO,
E ASSIM FAÇO A FESTA, SEM PRECISAR
DE FLORES, LUZ DE VELA OU LAMPIÃO.

Um comentário:

Anônimo disse...

O romantico que se torna concreto . Que delicia hein!

Feliz dia para voces

Bjs

Inara