Seguidores

quinta-feira, junho 15, 2006

PESADELO


PESADELO


Há dias em que nos sentimos meio vencidos.
Há dias que não...
Há dias que não acrescentam nada em nossas vidas.
Há dias que, de tão insignificantes,
Fazem-nos confundir a vida com dias tolos e inúteis.
Há dias que parecem noites.
E há noites sem luar e sem poesia.
Há gente de todas as cores,
Credos, com e sem sentimento.
Há gente em dias sem cores,
Há dias com cores e gente.
Gente que parece pessoas...
E pessoas que nem é gente.
Há tanta discórdia, diferenças, indiferenças...
Há tanta dor sem alento.
Há tanto alento sem dor.
É só horror!
Há tanta urgência para nada.
Há um aperto envolvendo o coração.
Há um frio na alma.
Há um vento que sussurra,

Incompreensíveis palavras,
Para alguns...
Há um convite no ar...
Aceitar ou não é a questão.
O que fazer quando se sente que é assim?
Acordar?
Estou tendo um pesadelo!



2 comentários:

Anônimo disse...

Pena, que acho que acordados mesmo, só ha alguns... as vezes me pergunto se seria melhor estar domindo sem pesadalos ... porque o pesadelo as vezes é acordado mesmo e não podemos fazer nada!!! Independe, porque já estamos acordados. E os que estão dormindo as vezes se torna tarde para acordar . Só nos resta mesmo , ter fé acordados ou dormindo de prefernecia sem pesadelos. Só com Fé e Isso é tudo. Porque com paciencia , se vence tudo. Até os pesadelo porque acordados já estamos.Minha irmã.Esperamos...!!!

Inara

Anônimo disse...

Querida e linda amiga Ysolda, são pequenos gestos de carinho, como so voce com sua imensa sabedoria e beleza, poderia nos proporcionar. Agradeço de coração a oportunidade que voce me concede de ser seu amigo.
um grande beijo no teu coração..
Ademir Bernardo de Souza