Seguidores

segunda-feira, agosto 28, 2006

DIA DE LUCIDEZ




Dia de Lucidez


Tem gente correndo pra longe, pra perto, pra nada.
Tem gente querendo, morrendo, sofrendo, matando, pagando pra nada.
Tem gente dizendo, sentindo, ouvindo, dormindo, pra nada.
Tem gente vivendo depois, antes, agora, pra nada.
Tem gente acusando, defendendo, sorrindo, chorando, pra nada.
Tem gente nua se vestindo, vestida se despindo, pra nada.
Faz tempo que não falo, que não penso, que não luto.
Faz tempo que não quero, que não vejo, que não me importo.
Existo,Resisto,Persisto, E insisto...
Estou louca, isto é certo.
Entretanto, não mordo ninguém.
E, se mordesse ...
Nem tenho veneno pra matar ou deixar marcas...
Tenho dentes grandes, mas não tão afiados.
Nem atiro pedras...
Dependendo, se não forem muito pesadas...
Grandezas não existem.
É tudo obra da imaginação.
E o que é imaginação?
É uma coisa mórbida...
Tenebrosa...
Macabra...
Irreal...
E, mentirosa?


Escrevi isto aí aos 15 anos... :) Rsrsrs

2 comentários:

Marilene disse...

Ysolda,

"Viver é uma experiência de infinitas facetas. Nunca é demais conhecer pensamentos pois refletir sempre ensina que nada sabemos e sempre haverá o que conhecer."

Beijos.


Marilene

Anônimo disse...

Marilene,

Muito bom vir aqui e encontrar um sábio comentário seu!!!
Beijos, minha amiga querida.

Ysolda Cabral