Seguidores

sábado, junho 23, 2007

CINCO IRIS


Cinco Íris
De: Ysolda Cabral

Andava meio sem inspiração,
Um cansaço anormal e enfadonho,
Bem no centro do meu coração.
É que tudo estava fora de lugar,
E não dava para vislumbrar,
Nenhuma direção.

Dormir ou acordar?
Muito para fazer...
E nenhuma vontade,
Fazia-me mover do lugar.

Seria apenas um sonho,
A me levar por caminhos,
Incertos e inversos,
Dos caminhos percorridos,
Na lucidez do certo?

Campanhia toca!
Ouço e prontamente levanto.
Abro a porta e dou de cara,
Com quatro íris encantadas.
Duas, na face de minha irmã Íris,
E duas, bem pequenas,
Nos seus braços.
Somando todas, s
ão cinco.

Naquele momento vi claramente,
O amor de Íris pelos animais.
Trazia em seus braços,
Sua nova cachorrinha,
Que veio para se fazer amar,
Sem precisar fazê-la,
Esquecer sua linda amiga Belinha.

Valeu minha irmã!
Cuide bem de sua nova cachorrinha,
Que só alegria a todos nós dará.
Que nome ela terá?
- Chica, Tica, ou Lica?
Que importa qual será?
O importante é que você tem
Muito amor para dar.


2 comentários:

Anônimo disse...

É um imenso amor para dar como voce diz. E a nossa belinha, "dela",que nos deixou essa saudade doida dengoa e ao mesmo tempo confortante . Que nos afaga e acaricia , mesmo sem sua presença magestosa.Que com seu jeito cativante , sublime e de supremo amor nos constagiaou de forma completa sem volta. Trazendo e aflorando no maior explendor essa nossa irmã que maravilhosa é . Que a cada dia nos encanta , surpreende envaidece e que amamos muito.A nossa Iris

Inara

atitudes valem mais que palavras disse...

Minha linda e querida amiga!!!!!!!
Mas uma poesia, mas um sucesso
Mas um encanto para o coracao da sua plateia que aguarda ansiosamente o lancamento do seu livro, voce realmente e cativante e agrada a todas as geracoes...
Parabens!!
Que deus continue lhe dando sempre inspiracoes.
tenha um lindo domingo
bjo no seu coracao...
fatima leite