Seguidores

domingo, dezembro 03, 2006

SEGREDOS DO VENTO




SEGREDOS DO VENTO



AQUI ESCUTO O VENTO,
DE FORMA BEM DIFERENTE.
E MESMO SEM IDENTIFICAR,
OS SEGREDOS QUE TENTA ME CONTAR,
CONSIGO COM FACILIDADE IMAGINAR,
TUDO O QUE ELE SENTE...


SEI DOS LUGARES POR ONDE ANDOU,
DO TEMPO QUE ACOMPANHOU,
EM TODOS OS SEUS INCONSTANTES,
E TEMPESTIVOS MOMENTOS...


E AQUI EMBALANDO MEUS PENSAMENTOS,
AQUIETANTDO MEU TEMPO DE PENSAR,
DEIXA O TEMPO PASSAR.
E SEM SE INCOMODAR,
PERMANECE A ME ACARICIAR,
ASSANHANDO COM CARINHO,

OS MEUS CURTOS CABELOS...


PERCEBO O TEMPO INDO EMBORA,
JUNTO COM ELE O MENINO,
QUE OLHANDO A REDE BALANÇAR,
NÃO POR CAPRICHO,
MAS POR DESTINO,
DIZ: ATÉ LOGO BELA REDE,
AGORA JÁ VOU INDO,
UM DIA VOU VOLTAR!

E ALI FICAMOS EU E O VENTO,
QUE O TEMPO NÃO CONSEGUIU LEVAR.
FOI EMBORA ANOITECENDO,
SEM PROMESSA DE VOLTAR...
ME ENVOLVO NO BALANÇO,
DO SUAVE MURMURAR,
DOS SEGREDOS DESSE AMIGO,
QUE TANTO TEM PRA CONTAR...

8 comentários:

Marilene disse...

"E ALI FICAMOS EU E O VENTO,
QUE O TEMPO NÃO CONSEGUIU LEVAR.
FOI EMBORA ANOITECENDO,
SEM PROMESSA DE VOLTAR...
ME ENVOLVO NO BALANÇO,
DO SUAVE MURMURAR,
DOS SEGREDOS DESSE AMIGO,
QUE TANTO TEM PRA CONTAR..."
Ysolda, vc é SEM COMENTÁRIOS!!!
TE AMO MUITO...MUITÍSSIMO!!!
NOTA: 10000000000000000000000000
APROVADA!!!rsssss...

Beijos,

Marilene Camelo

Anônimo disse...

Marilene,
Muito obrigada, querida amiga, vc realmente é muito generosa em seus comentários relativos aos meus "lamentos." Hahaha
Um forte abraço
Ysolda Cabral

Anônimo disse...

COMO SEMPRE AMIGA LINDA VC ARRASOU
SUA POESIA É LINDA.
POR ALGUNS MOMENTOS ME SENTI EMBALADA
POR SEU VENTO ME SENTI NA PRAIA PENSATIVA
E, QUERENDO QUE O VENTO ME DEVOLVESSE O TEMPO
EM QUE FUI TÃO FELIZ,ME DEVOLVESSE PARA FAZER ACERTOS
NOS ERROS QUE COMETI E, POR CONSEQUENCIA MUDARAM O RUMO
MINHA VIDA.
VEJA AMIGA ONDE SUA POESIA ME LEVOU
A UMA REFLEXÃO DE VIDA
BEIJOSSSS POR TUDO ISSO
TE AMOOOOO
CRIS MENEZES

Anônimo disse...

Que maravilha é ler uma coisa assim....
Suave como a brisa a beira mar . A sintonia que se fez , com seu amigo que sabiamente nos deleitou com esse equilibrio entre voce e o vento .
O bom seria mesmo saber para onde foi voce envolvida no sabor do devagar...

Inara

Anônimo disse...

Ysolda, fiquei ate arrrepiada com sua entrevista com o Nizardo. Que lindo os dois poetas conversando, mais tarde vou ler de novo de tanto que gostei. E gostei muito tambem da poesia Segredos do Vento. Voce e demais.
Nadir

SÉRGIO disse...

YSOLDA QUERIDA AMIGA

ME DELICIEI COM TUDO ISSO!!

ABRAÇOS

Anônimo disse...

E ALI FICAMOS EU E O VENTO,
QUE O TEMPO NÃO CONSEGUIU LEVAR.
FOI EMBORA ANOITECENDO,
SEM PROMESSA DE VOLTAR...

Minha mana querida,quantas vezes falei com o vento,e pedindo em soluços para um recado meu levar...Ahh!Qtos segredos,alí,eu e o vento a sonhar....

Vc me levou agora a uma conexão braba,mas esse poema é de fazer qualquer um delirar viu...amei,tô encantada com a leveza,sutileza,e emoção que ele causa a quem o ler.
Parabéns querida,vc sempre se supera a cada linha que escreve.Simplesmente pq,ouve...escreve...fala...e sente com o coração.Abalouuuuu,tô bege.
Te amo iluminada,
Muchos Besos
Suzana.

Odir disse...

Passo a passo nos passos da poeta Ysolda Cabral

ESCRIBA DA VOZ DO VENTO
Odir Milanez



Sonetista! A expressão maior do belo
sacramentado em seus quatorze versos.
unindo corpo e alma em um só elo,
na compulsão de cantos abstersos.

Em um soneto, areia de castelo,
dos amores sem fim os mais diversos.
Da morte a foice infecta, o cutelo,
soluços e sorrisos submersos...

A vista intransitiva, aberta a mente,
os vultos que não vê, no pensamento,
o sonetista em tudo é diferente!

Sonetista vivi nalgum momento
mas me deixei de ser, pra ser, somente,
um escriba que escuta a voz do vento...


JPessoa/PB
01.06.2013
oklima