Seguidores

sexta-feira, setembro 14, 2007

FRAGMENTOS DE LEMBRANÇAS




FRAGMENTOS DE LEMBRANÇAS
De: Ysolda Cabral


Pequenos fragmentos de lembranças
Em frações de segundos
Consegue nos levar no tempo
E nos trazer de volta
Sem mágoa
Porém no peito
Uma tristeza imensa ...


Pequenos fragmentos de lembranças
Deixa-nos sonolentos
Quase sem movimento
Sem depósito de mantimento
Para reserva do alimento
Que a alma precisa para ocupar
O seu espaço do agora ...


Agora que já passou da hora
Que dissimulada engana
E as pequenas faltas
Deixa-nos aniquilados
Sofridos e amargurados
Com vontade de sermos
Qualquer coisa
Menos o que somos agora...

7 comentários:

Anônimo disse...

Ahhhhh,esses fragmentos!!!Tão latentes,tão sentidos e doloridos,às vezes até ñ,mas qdo se alojam na alma ficam para sempre...
Lindo Ysolda,vai pensando logo na 2° edição viste,pq de lá pra cá tu já iniciou a empreitada.Esse aqui nos toca fundo...é emocionante querida.
Beijos
Suzana

Anônimo disse...

Como sempre, linda poesia. Você é realmente muito talentosa, Ysolda. Amo suas poesias, viu?
Beijos
Nadir

Anônimo disse...

Parabéns por mais um belo poema, Ysolda.
E um maravilhoso final de semana para ti e teus familiares.
Beijos!
José Pimentel

Anônimo disse...

COMO SEMPRE LINDAS LINHAS ESCRITAS COM MÃOS DE FADA E CORAÇÃO DE OURO
DEUSA DE ESCORPIÃO

Anônimo disse...

BELISSÍMO POEMA !!! PARABÉNS !
SELMA

Anônimo disse...

Apreciei muito esta sua poesia.
e chegou no momento certo, pois minhas filhas tem colocado fotos antigas delas e minhas que são fragmentos do meu passado.
Com a tristeza imensa pois até chorei.
Qdo os filhos são pequenos e a gente é nova, bonita e saudável, tudo é mais fácil.
Os anos passam e a gente vai perdendo tudo e só restam as lembranças.
neste momento deveríamos pelo menos ficar com a saúde para aguentarmos o " baque", mas infelizmente tb perdemos a saúde.
Vamos superando cada pequena perda que vamos acrescentando, nos fazemos de fortes, mas bem dentro , no âmago dos nossos sentimentos vamos vendo que tudo nos é tirado e temos medo do final, onde olharemos para nossas mãos vazias, nossa pele enrugada , mas o coração cheio.
Sim...cheio de tristeza , com saudades do passado e nenhuma esperança de futuro.
Leda Ti

atitudes valem mais que palavras disse...

Todas as suas poesias sao maravilhosas, e fragmentos de lembrancas e muito especial...
Como voce vAI fazer pra publicar ela no seu livro, sera que vc ja esta fazendo o segundo? quero saber viu!!
Minha poetiza do seculo
bjossssss