Seguidores

domingo, março 04, 2007

TARDE DE DOMINGO


TARDES DE DOMINGO



O AZUL SEMPRE ME LEMBRA O CÉU.
NÃO É QUALQUER CÉU!!
É O CÉU DO LUGAR DE ONDE VIM...
LÁ, EM TARDES QUENTES DE VERÃO,
DEITAVA NO QUINTAL DE CASA,
E FICAVA A OLHAR OS BELOS QUADROS,
DA MAIS PURA E BELA ARTE,
QUE COMO MÁGICA,
FICAVAM A SE FORMAR,
NUM CÉU AZUL QUASE ANIL...


CÁ DE BAIXO EU IMAGINAVA,
O PORQUÊ DO PINTOR,
QUE NÃO SE VIA A OLHO NU,
SER TÃO INDECISO NAS ESCOLHAS,
DE SEUS BELOS QUADROS.
MAL TERMINAVA UM,
JÁ SE NOTAVA OUTRO,
EM SEU LUGAR...


CONSEGUIA PINTAR VÁRIAS TELAS,
QUE SE TRANSFORMAVAM NUM PISCAR.
APENAS COM UMA COR DE TINTA QUE IA BUSCAR,
NAS BRANCAS E IMACULADAS NUVENS,
QUE LHE SERVIAM DE MATÉRIA PRIMA,
PARA NOS PRESENTEAR,
NAS TARDES DE DOMINGO,
COM VERDADEIRAS OBRAS-PRIMAS!


LOGO ANOITECIA...
E O PINTOR IA DEITAR.
ERA DIFÍCIL PARA MIM,
DALI LEVANTAR.
POIS OS RESPINGOS DE SUA TINTA,
QUE CHAMAMOS DE ESTRELAS,
LÁ FICAVAM A BRILHAR...


EU QUERIA TANTO QUE UMA CAÍSSE...
PARA QUE EU PUDESSE PEGAR!
E COMO ISTO NÃO ACONTECIA,
FICAVA ALI A SONHAR.
HOJE TENHO DUAS LINDAS ESTRELAS,
NOS OLHOS DE MINHA FILHA
QUE SEMPRE ESTÃO A BRILHAR.

6 comentários:

Anônimo disse...

Que maravilha é os nossos olhos poderem transmitir ao nosso âmago a doçura e o encanto que seus poemas pintam dentro dos nossos corações.
Beijo no coração e muito, mas muito obrigado pela sua presença na exposição.
Reno Wanderley

Anônimo disse...

Ysolda, lendo sua poesia bateu uma tristeza, pois lembrei das nossas tardes de domingo na nossa terrinha. Na segunda já começava a pensar qual era a desculpa que daria a mamãe para poder fugir até o Intermunicipal para nossas tardes dançantes. Um forte abraço para toda familia
Florides Galindo

Anônimo disse...

show de bola ysoldinha....

a cara de hj!O CEU TD AZUL!
lindo!
=*************
Jana

Anônimo disse...

Eita que poema lindo!!!!!!!!!!!!:)
Tava inspirada heim!!
Um xeru!
Themis

Anônimo disse...

LINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!
Muito Obrigado!


" CÁ DE BAIXO EU IMAGINAVA,
O PORQUÊ DO PINTOR,
QUE NÃO SE VIA A OLHO NU,
SER TÃO INDECISO NAS ESCOLHAS,
DE SEUS BELOS QUADROS.
MAL TERMINAVA UM,
JÁ SE NOTAVA OUTRO,
EM SEU LUGAR... "


A Poesia da sua filhinha tb é Lindaaaaaaaaaaaaaa!!!


Muito bom ver você escrevendo!


Beijos e mais beijos!

Marcelo Antonio

Anônimo disse...

Mas que amiga poetisa que tenho!
Deixa eu ter uma "pontinha" de orgulho, vai, mas orgulho do bom,
de coisa verdadeira, do reconhecimento da sua sensibilidade e criatividade! Uma pontinha só não faz mal...
Beijos no coração.
Musa Morgana