Seguidores

quinta-feira, fevereiro 07, 2008

EU E O MAR



EU E O MAR
De: Ysolda Cabral



Comparo-me às vezes ao mar...
Não na beleza
Não na grandeza
Não na riqueza
Nem muito menos na traição

Comparo-me às vezes ao mar...
Na calmaria
Na tempestade
Na força e energia que transmite
Nos mistérios inexplicáveis
Nos segredos indecifráveis
Nas surpresas inesperadas
Que gosto de ter e de proporcionar

Comparo-me às vezes ao mar...
Na sua cor sublime e indefinida
Por vezes azul escuro de revolta
Por vezes verde de mal-estar
Por vezes transparente e transbordante de ternura
Quando todas as cores se confundem
Tornando o sentimento único
Legítimo e muitas vezes nulo

Nulo para não enganar
Nulo para não confundir
Nulo para não fazer sonhar
Nulo para não vir à tona
Pois não pode acontecer
Nem muito menos retornar
Só mesmo a onda do mar...


2 comentários:

Anônimo disse...

Você escreve com a alma.

JS

atitudes valem mais que palavras disse...

QUERIDA E LINDA POETISA
TODAS AS SUAS POESIAS SAO DE UMA BELEZA RARA E INCOMPARAVEL, VOCE SEMPRE SERA A MINHA ESCOLHIDA POETISA DO SECULO
BJUS NA SUA LINDA ALMA E
PARABENS