Seguidores

domingo, dezembro 06, 2009

UM QUÊ DE MISTÉRIO



UM QUÊ DE MISTÉRIO
De: Ysolda Cabral


A música é triste e melancólica
O som do violino chora
O piano não consola

O TIC TAC do tempo é impiedoso
A espera é angustiante
E há no ar um quê de mistério

O medo ronda, espreita, alucina
E no fundo da alma há esperança
Que se lança, mas não adianta

Cai por terra vencida
E chora silenciosa
Pelo adiantado da hora.

**********

Publicado no Recanto das Letras em 06/12/2009
Código do texto: T1964115

Nenhum comentário: