Seguidores

quinta-feira, agosto 20, 2009

CALMA



CALMA
De: Ysolda Cabral


Calma... É preciso calma...
Há alguma coisa no ar.
Sei que há!

Há um frio de morte,
Congelando e quebrando os ossos ,
Nos impedindo de sonhar.

Há uma revolta contida,
Há uma dignidade atingida,
Há uma plenitude de vida,
Com esperança perdida...

Há uma lágrima teimando em cair,
Há um sorriso triste e fingido,
Há um desejo sofrido, contido,
E o controle se esvaindo...

Há uma gota de orvalho,
Explodindo...
Há um carrasco,
Punindo...
Há uma ferida,
Se abrindo...

A paciência...
Esgota-se,
É a chegada da hora,
Ficando abençoada...

E enfim...
Tudo acaba.

**********

Publicado no Recanto das Letras em 20/08/2009
Código do texto: T1765267


Nenhum comentário: