Seguidores

domingo, março 30, 2008

ESPERANÇA


ESPERANÇA
De: Ysolda Cabral


O dia está feio e muito triste.
Chove uma chuva chata e insistente,
Que não serve para nada!
Só para me fazer sentir,
Como se tivesse sido abandonada.

Um abandono mesmo pela sorte
E nunca pretendido,
Obriga-me a lembrar que a vida,
Não é só realização e alegria.
É também feita de muita tristeza e m
elancolia.

Entretanto,
A esperança inunda meu coração...
Afinal, amanhã é outro dia!
E assim, repleto de esperança e emoção,
Bate no peito um Tum-Tum com muita maestria.

Disso ele entende bem!
Bate forte, bate fraco,
Bate até mais ou menos, também.
Só não pode é parar de bater,
Pois agora não é hora disso acontecer.

Um comentário:

Anônimo disse...

Nso mesmo!!! É hora de ficar forte para darmos braçadas de nataçao e
afugentar melancolia e saborear o equilibrio do que isso traz, e chamar a moça para fazer limpeza enquanto agente se refaz né nao! minha irmã?

Bjs
Inara