Seguidores

domingo, julho 06, 2008

RESPIRO POESIA




RESPIRO POESIA
De: Ysolda Cabral



Escuto agora uma música suave
E, lá fora a chuva cai lavando e levando tudo
Os sons da música e da chuva
Confundem-se em minha mente...

Deixo-me embalar por eles
E me entrego a belos e inalcançáveis sonhos
Fazendo-me não querer adormecer
Só para continuar sonhando
Até outro dia acontecer...

Quem quiser que ache tolice
Eu não ligo, pois não minto
Quando digo que a poesia
É a minha vida, acredite!

Eu sei... Eu sinto!

Não saberia viver sem ela
Pois não poderia sonhar, sorrir, chorar,
Cantar, gritar, brigar e amar
Se não tivesse a poesia para me inspirar
E me fazer acreditar que posso não ser daqui
Entretanto, ainda não sou de Lá.

Nenhum comentário: