Seguidores

quinta-feira, abril 24, 2008

MORRO NÃO




MORRO NÃO
De: Ysolda Cabral


Sou boba
Sou louca
Sou séria
Sou toda Ysolda Cabral
E isto é o que interessa.

Nunca igual
Se fosse seria outra!!!

Minha fôrma
Jogaram fora
Não havia outro jeito
E agora?

É a vida!
Alguém grita.
Eu respondo: sou VIDA!

Mesmo que numa bela tela de cores fortes
Tenha sido anunciada a minha morte...
Não com muita antecipação e nem por intuição
Mas, com indução de ser colocada num belo e vistoso caixão,
Rodeada de belas flores, frescas e perfumadas...
Ah, que profética visão!

Porém...
Se minha poesia é verdadeira
E tem a minha alma,
Que sempre foi só emoção,
Como haverá separação?

Posso de fato ir e vou
Sem contemplação
E sem Prorrogação...

Entretanto, minha poesia fica.
Ah, ela fica sim!
E com o melhor de mim.
Quem irá garantir
Que, morrerei enfim?


6 comentários:

atitudes valem mais que palavras disse...

BOM DIA MINHA LINDA AMIGA!!
Nossa a produção poética está a 1000 ! Menina que inspirações! Parabéns minha linda amiga, cada poesia mais linda que a outra, ou melhor dizendo, todas de uma beleza impar! Mil bjuss...

Anônimo disse...

Pefeita na conteplaçao de si mesmo!
e por se só rompe barreiras do tempo e do vento... quanto mais apenas relampagos raios e trovoes!!!Que nada... vem luz, sol muita luz e paixao . Espera p/ ver na poesia de novo né nao!

Bjos
Inara

Anônimo disse...

Enigmatico e lindo!

Drica Alencar

Anônimo disse...

Morrerá não amiga! Sangue de Jesus tem poder!
vc vai viver muito... muito... muito!
Lindo poema!

Valéria

ysoldacabral disse...

Claro que não Valéria, :):):)

Minha poesia fica!!!

Beijinhosss

DEUSA disse...

Menina você escreve o que a alma sente,
Sua beleza é artística, exata, verdadeira.

Adoro-te muito

DEUSA