Seguidores

sábado, abril 26, 2008

SAUDADES





SAUDADES
De: Ysolda Cabral


Hoje meu coração
Está doendo de saudades
Não sei exatamente de quem
Do quê e nem de quando...

Só sei que,
Com certeza, é de ontem
Que passou
E nem percebi
Apenas chorei e sorri...

Hoje choro
O meu pranto
Calada, triste e só
Até não sei quando
Sei que,
Este momento
É medonho...

Entretanto,
Amanhã será outro dia
E quem sabe
Não voltarei a sorrir
A cantar, a amar
E a viver outra vez?

Talvez...
Alguém diz
Pois uma saudade dessas
Não passa
Por mais que ande o tempo
Isto realmente condiz?

Se não condiz
Que o deus Tempo
Ande rápido
Ande logo
E leve de mim esta dor
Pois ela é mesmo um horror...


2 comentários:

Anônimo disse...

Quando o amor é verdadeiro
podem lhe amarrar, lhe amordaçar
lhe prender e ninguém lhe socorrer... Seu amor bastará e todo sadríficio compensará.

Pode passar anos, séculos, vidas e vidas ele sempre estará com você, em você e viverá para você.

Amor incondicional disse...

Saudades! até suspirei agora
Lindo demais