Seguidores

sábado, setembro 20, 2008

APENAS EU E O MAR




APENAS EU E O MAR
De: Ysolda Cabral

De uma forma estonteante e bela
Você me recebeu e me envolveu
Com a força da Natureza
Que Deus lhe deu...

Parecia que hoje me esperava
Como quem tem premonição
E havia tomado todas as providências
Para me receber com alegria e emoção

Deixei-me envolver por inteiro
E em você flutuei como uma pluma ao vento
Sem direção e sem nenhum medo
E o tempo para nós ficou lento

O azul de minhas vestes
Confundia-se com as suas e as do céu
E sentindo você inteiramente meu
Esqueci até quem era eu

Por um fugaz momento
Escutando a sua voz
Deixei-me embalar
Em completa entrega
Daqueles que sabem amar

Deixar você, nunca é fácil
Sempre me dá vontade de chorar
Porém ao lhe olhar, me acalmo
Pois sei que vou voltar

Um comentário:

Livinha disse...

Minha querida,
desfruta de um bem primordial à vida, quando podes se dar ao prazer de um mergulho profundo
na alma do mar... Compartilhando
com ele os bens que a natureza o destinou a guardar...
Tesouros incalculáveis de sabedoria,
amor e segredos que somente ele junto a você pode trocar...
Mergulhe fundo sempre, o mais que puder, deixando lá tuas dores e te embalando na fé...
Já sentes a calmaria que acaricia
o seu coração ansioso, rebuscado
de força, coragem e fé....
Fique bem
Livinha.

Ps: Passe lá e veja o poema que a mim, meu pai dedicou....

Bjss
Feliz Semana pra você soldinha!!!