Seguidores

segunda-feira, setembro 08, 2008

QUE NEM ROBÔ



QUE NEM ROBÔ
De: Ysolda Cabral



Não queria mais sofrer,
Não queria mais chorar,
Não queria mais sonhar.

Para tornar isso possível
Juntei os sentimentos,
Fiz um belo pacote e joguei no mar.
Uma onda enorme se formou
E sem cerimônia levou...

Estava enfim livre!
Sem me emocionar
- a emoção foi segurando o “pacote”
para não se abrir e desmanchar -

É que estava muito cansada
De esperar,
De planejar,
De pelejar...
Cansei até de cansar!

Agora vou viver
Que nem Robô!
Mas... Como, se no “pacote”
Esqueci de colocar o amor?




Nenhum comentário: