Seguidores

domingo, janeiro 18, 2009

INQUIETAÇÃO


INQUIETAÇÃO
De: Ysolda Cabral


Como à hora passa lentamente
E o tempo tão rapidamente?
Há nisso uma incompreensão latente
Ou estou demente?

Seria interessante encontrar a explicação
Para a existência de um fato tão concreto.
Quem sabe assim não encontrasse
A minha própria composição?

Preciso descobrir
A razão de tanta inquietação
E encontrar uma maneira
De por fim nesta questão.

Resolvi que vou partir.
Não gosto de ficar assim...
Vou sem deixar marcas
Pra ninguém lembrar de mim.

Por isso vou pelo mar,
Passarei da linha do horizonte,
Chegarei nalgum lugar.

Onde não haverá tristeza,
Decepção, pranto ou dor,
Muito menos DESAMOR...

**********

Comentários no RL:

18/01/2009 11h27 -
Silvia Regina Costa Lima
alo poeta ****** *** como vai? *****Menina, lamento informar que não vai adiantar... onde vc for, carregará o que está dentro, seja alegria ou insatisfação e outra coisa, vai deixar usas marcas por onde passar.. rs.. então, pode escrever outro poema... ***Um beijo azul com saudades

18/01/2009 11h41 -
Ysolda Cabral
Cara e nobre amiga poetisa, lindo o seu poema, como sempre. Quanto ao seu comentário relativo a minha "INQUIETAÇÃO", lembre-se que somos únicas e somos loucas... Portanto, podemos tudo... Nem que seja apenas na poesia. Beijos

18/01/2009 11h48 -
Ysolda Cabral
Te peguei, num foi?! hahahaha... E "NA PONTA DOS DEDINHOS". Beijosss amiga linda

18/01/2009 11h50 -
Silvia Regina Costa Lima
não.. sempre acho que a poesia é reflexo do interior, do nosso âmago, mesmo fingidinha ... mas vou te deixar com seu 1/2 ponto pra alegrar sua alma fugidia.... afffff.. beijos, menina

18/01/2009 11h55 -
Ysolda Cabral
Agradeço imensuravelmente sua benevolência. Com você, há quem possa? (Rsrs)

**********

At.: Poetisa Silvia Regina Costa Lima

Vou mostrar pra você o que quis lhe dizer:

Hoje estou feliz, feliz até demais
O dia está lindo e raios de sol inundam minha alma
Adentrando pela “tela” inacabada
Da janela de minha sala.

A jardineira sorrindo satisfeita me diz:
A hortelã está verdinha e pronta pra perfumar
Vai deixar o ambiente em perfeita harmonia
Levando embora o desencanto e toda a agonia.

E, assim...
O desejo de partir,
Partiu sozinho...
Foi pelo mar...

Com certeza no fundo está.
Ele não tinha embarcação,
Nem estava pronto pra nadar!

Viu só?

(Rsrs)


18/01/2009 12h16 - Silvia Regina Costa Lima
ahahahahah.. alegrou minha manhã e o sol tá nascendo aqui.. minha mãe, de 91 anos, passando uns dias aqui vai ficar mais alegrinha...e menos entiadada no paraíso onde moro.. affffffffff.. beijossssssssss


18/01/2009 12h35 - Silvia Regina Costa Lima
vou recolher depois do almoço... como PRESENTE DE AMIGOS.. beijossssssssssssssssss

Nenhum comentário: