Seguidores

sexta-feira, janeiro 23, 2009

VIDA ANUNCIADA

VIDA ANUNCIADA
De: Ysolda Cabral


Não consegui dormir esta noite
E na madrugada desisti de tentar
Resolvi me levantar e fiquei a esperar
Meu coração se aquietar

Então pensei: o que vou fazer
Se de repente não amanhecer?
Nesse ponto parei de pensar

Entregue aos meus sentidos
Deixei-me navegar num mundo desconhecido
Mergulhando sem medo e bem profundo
Encontrei um lugar magnífico

Descrevê-lo não seria fácil
Mesmo para o mais inteligente sábio
Até por que coisa nunca vista
Quem é que acredita?

Voltar de lá não foi fácil
Requereu de mim um esforço hábil
Visto que a minha alma
Jamais se permitiu ficar tão calma

Ao emergir meio que “esvaziada”
Porém com todos os sentidos aguçados
Deslumbrei-me com a vida
Que através do mar se anunciava...


Nenhum comentário: