Seguidores

sábado, janeiro 31, 2009

PRIMEIRO ATO



PRIMEIRO ATO
De: Ysolda Cabral


Há ausência lamentável
Há ausência favorável
Há ausência irrecuperável...

Há ausência sentida
Há ausência sofrida
Há ausência chorada
Há ausência do nada...

Há ausência de boa vontade
Há ausência de humildade
Há ausência de humanidade
Há ausência de fé...

Há ausência de esperança
Há ausência com e sem relevância
Há ausência em mim, assim...

Há ausência de coragem pra dizer:
Eu amo você e estou com saudades.

Se não é...
É desamor desde o primeiro ato, até!

Um comentário:

Anônimo disse...

Essa ausência de tanta coisa me deixa meio q perdida no tempo,diria ausência louca q me atormenta sempre q meu silêncio quer me buscar..

Parabéns grande poeta.

ELI