Seguidores

domingo, outubro 19, 2008

O MAR E SEUS CORAIS


O MAR E SEUS CORAIS
De: Ysolda Cabral


Certa manhã de raios de sol intenso
Vindos de um céu azul sem nuvens
Na beira do mar uma mulher caminhava
Incansavelmente, para lá e para cá...

O vento, como sempre indiscreto,
Trouxe-me aos ouvidos uma linda canção,
Cantada por um apaixonado coração.

Percebi que a voz que o vento me trazia
Era da mulher que solitária caminhava
E logo percebi sua indecisão...

Ora cantava uma canção
E ora cantava outra
Como se estivesse a decidir
Qual deveria cantar,
Naquela ocasião.

Fiquei encantada com o amor
Que seu semblante demonstrava.
Aquela mulher sabia amar e amava
Caminhava e cantava por que amava
Não se dava conta de mais nada.

Vez ou outra olhava para o sol
Como se ele fosse um relógio ao seu dispor
Foi quando percebi seu canto desafinar
E mesmo tendo o mar a lhe acariciar
A impiedosa tristeza chegou
Calando o seu cantar...

A partir daquele dia
Sempre que vou caminhar,
Para esquecer meus “ais”,
Procuro por ela
E não a encontro mais.
Será que o mar a levou
Para cantar em seus “corais”?

5 comentários:

Anônimo disse...

PRIMINHA,Eu diria assim alma soberana,mulher de significado grandiosa,honrada me sinto ao ler cada poema seu,com palavras tão cheia de vida.belissimo viu adorei até me fez chorar de tão lindo q achei..Parabéns grande mulher tenho muito orgulho de vc sabia,minha poeta especial...


te amo..eli

Livinha disse...

Essa mulher está em seus sonhos
àquela que vivencia em teus desejos
ela não se foi, nem deixou de existir, está apenas adormecida dentro de você...
Quem de nós não guardamos
nas dobras do nosso coração
desejos incontidos, aparente sem razão, mas fruto de uma grande criação.
Não sei se por medo, por insegurança, a gente se resguarda
e até se guarda de nossas possíveis ações e vai seguindo temerosa, ainda na escola, tentando aprender as lições...
até quer um belo dia, a gente chuta o balde e resolve seguir as impetuosas tentações... Acorda, sai dalí e vai viver emoções...
Eu já conseguir enxergar quem é a tal mulher que sempre vejo em meus reboliços...
E você Ysolda, já se conectou nisto?
Pensa!

Beijos minha doce irmã...
Lívinha

Livinha disse...

Repare na imagem de corais...
parece que tem um pedaço azul, com fundo estampado, de tecido...
Não será do teu vestido?
lembra das vestimentas desse dia
quando a visualizou?
Pois é, vc a salvou,
não morreu, não se afogou
está sóbria dentro de você
acredito que sentindo frio,
pelo pedaço de tecido que ficou...

ysoldacabral disse...

Comentários no Recanto da Letras transferidos para cá na integra.

**************
20/10/2008 23h45 - Joselita
Suponho q o sol como um relógio natural,deveria estar sinalizando alguma coisa no coração e alma da cantora,quando chegar a hora combinada uma nova e encantadora e renovada mulher surgiria trazendo em sua memória apenas boas lembranças dos momentos eternos que soube viver, amar,cantar,saborear,eternizar.

20/10/2008 23h39 - Mírian Warttusch
Pude ouvir o cântico apaixonado dessa mulher, que vibrava sobre as ondas e esbatia-se contra as pedras a procura de sua própria e verdadeira identidade. O amor levou-a misteriosamente para os confins da imaginação fantástica do poeta embevecido. A indecisão era da mulher, não do poeta! Lindo demais!

20/10/2008 15h27 - inara cabral
Deve ter virado sereia para se perpetuar

20/10/2008 15h06 - Dominique
Que lindo!! Um canto assim tem mesmo que ser transformado numa bela e suave poesia. bjos poetisa.

20/10/2008 10h20 - Luciana Calderan
:) Amiga Ysolda...que poesia mais encantanda!!!:o) Me trouxe paz...como uma leve brisa...ao andar pela praia numa manhã de sol!X) Linda!

20/10/2008 08h57 - Mario Roberto Guimarães
Esplendoroso poema, Ysolda, gostei demais. Parabéns, um abraço, Mario.

20/10/2008 08h54 - rascunhomusical
Sereias... dizem que cantam ao entardecer.... são carnívoras, devoram aqueles a quem encantam. Se é verdade eu não sei, mas que é, é!!!! rsrs

20/10/2008 07h49 - Mazé Carvalho
Linda poetisa, seus versos são mágicos. Quem sabe ela tenha mudado de praia, para outros corações encantar. Ou ainda, virou sereia e incorporou seu canto, ao canto do mar...Quem sabe...Bjs e uma linda semana.
***************

Ysolda

atitudes valem mais que palavras disse...

MINHA LINDA AMIGA E POETISA
PARABENS POR MAIS UMA ENCANTADORA POESIA,VOCE REALMENTE ESCREVE O QUE TODOS OS LEITORES ANSEIAM POR LER
PARABENS POR MAIS UM BRILHANTE PARA A HISTORIA DA POESIA...
BJUS
FATIMA LEITE