Seguidores

quarta-feira, outubro 29, 2008

POR UM FIO


POR UM FIO
De: Ysolda Cabral


Nada escuto neste espaço
Como gosto do silêncio, para mim tanto faz
E dependendo, posso me tornar de aço
Não é engraçado, mas disfarço

Há tanta vida lá fora
Preciso ficar bem quieta
Talvez assim Ela pare
E espere por mim
Pois não vou me demorar

Sou como a música que ouço agora
A qual, no meio deste silêncio
Torna-se quase um choro
Um triste lamento

Contudo, logo vai acabar
É só esperar um pouco
Mesmo sabendo que posso mudá-la
Não seria correto, outros querem escutar
E a deixo livremente tocar

É que gosto de testar os meus limites
Pois sempre os ultrapasso
Mesmo ficando por um fio
E assim, sem medo, eu sigo...
********
PS. Publicada no Recanto das Letras


Nenhum comentário: