Seguidores

quinta-feira, maio 28, 2009

SOPRO AO VENTO





SOPRO AO VENTO
De: Ysolda Cabral


Vento forte,
Por favor não seja áspero!

Não machuque o rosto do meu amado,
Quando ele caminhar apressado.

Vento forte,
Não seja bobo!

Pode lhe contar todos os meus segredos,
Sem nenhum receio...

Vento forte,
Não seja impiedoso!

Fale tudo o que quiser,
Só não lhe conte coisas tristes
E liste:

Por onde andei e com quem falei;
O que senti e que pensei;
O que vivi e ainda vivo...

E, se morri...
O amor que sinto,
Veio comigo.


**********

Publicada tb no Recanto das Letras


http://recantodasletras.uol.com.br/poesiasdeamor/1619224


**********



Nenhum comentário: