Seguidores

quarta-feira, junho 10, 2009

DIA ADIADO





DIA ADIADO
De: Ysolda Cabral


O dia me parece indefinido
Não identificado
Nascido antecipado ou adiado
Ou já vivido e já passado

Não grito
Não choro
Não rio
Não me assusto
E não me importo

Hoje não estou aqui
Então tanto faz
Que o dia esteja assim

Começou cedinho
Sem madrugada
Sem orvalho
Sem canto dos pássaros
Tudo parado

O sol ao nascer parecia pálido
Então as nuvens o guardaram
Todas as cores mudaram

Vou voltar a dormir
E só vou acordar
Quando este dia sumir
**********
Publicada tb do Recanto das Letras

2 comentários:

Livinha disse...

Ysolda,
Ainda que o silencio nada te diga,
de longe ele grita uma boa lembrança...
Hoje, tenho o prazer de pelos menos
nesta noite, dar uma parcela de definição para você por admiração sempre sincera de tuas letras que muito prezo...
Trago assim um presente para você:
Passe em meu recanto e veja:

Bjsss
Livinh@__

Yauanna disse...

Nossa mamãe, gostei muito.. porém triste.

Amo voce.
Beijos,

Yauanna Cabral