Seguidores

segunda-feira, outubro 05, 2009

VERSOS DE TRAVESSEIRO


VERSOS DE TRAVESSEIRO
De: Ysolda Cabral


Poeta intenso e verdadeiro,
Tua poesia é tão bela e tão autêntica,
Que no travesseiro dos teus versos,
Assanhasses os meus cabelos...

Os anseios já esquecidos,
Dentro do peito, adormecidos,
Acordaram alegremente,
Sentindo um perfume esquecido...

De fragrância leve e primaveril,
Advinda de um inquieto coração,
Trouxe-me o convite pra levantar,
E sair por aí sem direção...

Agora te pergunto meu amigo:
O que faço pra aceitar esse convite,
Se a hora passada foi atropelada
E a vida pra mim é apenas recordação?

**********

Versos inspirados no Livro
" Das emoções frágeis e efêmeras"
de Antônio Henrique Vilela
e Lúcio Alves de Barros.

**********

Que maravilhosa obra!

Parabéns, aos autores.

**********

Publicado no Recanto das Letras em 05/10/2009
Código do texto: T1849784

Nenhum comentário: