Seguidores

sexta-feira, março 06, 2009

PEÇA TEATRAL



PEÇA TEATRAL
De: Ysolda Cabral


Eu...
A tela...
A hortelã na janela...

Luz?! Só a da lâmpada.

Contida e controlada cogito,
O quanto dói estar sozinho,
Quando amanhã é sábado.

Naturalmente finjo,
Represento muito bem,
No inusitado do meu palco.

Na parede alguns retratos,
De uma vida do passado,
Que nada mais significa,
E, vinga...

O pensamento vaga,
A lucidez é parca,
Fato incontestável,
De fim previsível e inevitável...

Pois que venha e não seja igual,
Ao de uma peça de teatro,
Com tragédia grega no final
Por ter sido escrita errada.
**********

Publicada também no Recanto das Letras.

Um comentário:

ysoldacabral disse...

Título: PEÇA TEATRAL
Autor: Ysolda Cabral


Comentários RL

10/03/2009 01h32 - José Salvador
Genial poesia a dimensionar uma momentânea solidão.... que vai passar...espero... beijos...

07/03/2009 21h38 - Maristela
Muito legal,Ysolda. Obrigada pela interação.Maris....

07/03/2009 09h52 - dos Santos
Belíssimo texto meus parabéns!

06/03/2009 21h24 - Edson dos Santos
... beijos.

06/03/2009 21h16 - Lu Genovez
Bah, o que é isso, mulher??!! Arrasaste, lindeza!! Beijãoooo