Seguidores

domingo, julho 05, 2009

PESADELO


PESADELO
De: Ysolda Cabral


O desespero toma conta
De forma avantajada
E assustadora

Preciso me acalmar
Enquanto há tempo

Tempo?!!

Ah! Hoje o dia está feio
Muito feio e eu muito mais que ele

Um dia assim, sem jeito
Não tem jeito
Nem sol, nem chuva, nem vento
Tudo está parado e ao relento

Nem sei mais se estou viva ou morta
Minha hortelã em total desprezo e desespero
Ainda consegue me enviar seu cheiro
Como se tentasse me dizer
Que apenas vivo um pesadelo

Arrefeço, me refaço, eu mereço
Respiro fundo, enxugo as lágrimas
Ainda estou no mundo
Vou levantar e caminhar

Se a estrada é curta ou longa
Não importa
Sou danada de teimosa
**********

Nenhum comentário: