Seguidores

segunda-feira, julho 27, 2009

QUANDO ABRAÇO TIRO O FOLÊGO


QUANDO ABRAÇO TIRO O FOLÊGO
De: Ysolda Cabral



Sem sono e sem vontade de ler, escrever ou assistir a um bom DVD resolvi recorrer à televisão, coisa que raramente faço.

Quando liguei a "dita cuja" estava começando um programa de entrevista e me surpreendeu o entrevistador reclamar do aperto de mão do seu convidado. Nem esperou ele sentar e massageando a mão, com cara de reprovação e dor, foi logo perguntando a razão de um aperto de mão tão forte.

- Fiquei tão indignada que nem sei o que o coitado respondeu.

Todos sabem que, um aperto de mão deve ser forte mesmo. Demonstra personalidade e o caráter daquele que cumprimenta. Um aperto de mão frouxo ou na ponta dos dedos é característica de pessoas inseguras, pouco generosas e mal educadas. E, em regra geral, são.

Claro que, dependendo da emoção, o aperto pode machucar, ou até nem acontecer! Porém é fundamental que a pessoa tenha o discernimento para compreender e “segurar a onda’’. O que não ocorreu com o apresentador, lamentavelmente.

– Que coisa mais feia!

Se ele viesse para as "bandas de cá", estava realmente em maus lençóis. Aqui só nós, mulheres, e, "homens específicos”, gostamos de aperto de mão - de homem - de maneira firme, porém suave.

Quanto aos abraços... Eu, dependendo da pessoa, tiro até o fôlego.


(Rsrs)


**********

Publicado no Recanto das Letras em 27/07/2009
Código do texto: T1722112

Nenhum comentário: