Seguidores

sábado, novembro 29, 2008

DOCE ILUSÃO




DOCE ILUSÃO
De: Ysolda Cabral

A sensação é de partida
O aperto no peito
A dor na barriga
As mãos estão frias
E dedilham um teclado
Molhado de lágrimas

A música suave
Foi especialmente gravada
Para ser escutada
Nas horas mais inusitadas

O pensamento vaga
Arrastando a alegria pra longe
Como uma onda
Trazendo a tristeza de volta
Sem dó e nem piedade

A noite será longa
A saudade invade a alma
Sofrida pelo abandono do nada

Tentando continuar salva e alva
Perambula por dentro de sua casa
Trôpega, presa e desorientada

Convoca o pensamento e o coração
Para juntos se unirem em oração
Num templo destroçado
Por uma doce ilusão.

Nenhum comentário: