Seguidores

quarta-feira, abril 15, 2009

PUETALÓIDE




PUETALÓIDE
De: Ysolda Cabral


Será que sua tristeza,
É uma tristeza tão violenta e crucial,
Donde uma simples mente,
- Que não mente,
Não possa lhe desejar Paz?

Uma Paz assim...
Meio “debi”... Apenas;
E nada mais...?!

Para mim o poeta enlouqueceu...
- Que bobo!!!

Mas qual poeta não ficaria louco,
Se o amor de sua vida fosse embora,
Em vida...
Pra nunca mais...?!

Hoje, em prantos... Talvez chore,
Nos quatro cantos do Recanto,
Causando revolta e desencanto...

Faz isso não Poeta nobre,
Tuas poesias, sonetos ou “poemitos”
Não podem entristecer!

Mesmo que nos encante e fascine...
Imploramos, com toda a humildade:
Volta a compor os poemas encantados,
De rimas elegantemente exuberantes,
Os quais tão bem sabes fazer...!



**********


Puetalóide um dos mais brilhantes poetas do Recanto das Letras.

Um comentário:

ysoldacabral disse...

Título: PUETALÓIDE
Autor: Ysolda Cabral


Comentários

20/04/2009 17h25 - Vavá
Que leitura boa que me proporcionaste. Valeu!!!

19/04/2009 22h18 - José Salvador
Oh... delícia... quem não quer um carinho na alma??? Beijos....

18/04/2009 17h51 - Juli Lima
Boa tarde! Expressivas homenagens. Quando os corações se encontram as letras fazem poemas. Bj poesia

17/04/2009 22h04 - Xilef
Que polemica gostosa de se ler...rsrs... parabéns a ambos por tanta demonstração de afeto...rsrs... abraço...

17/04/2009 16h38 - Jeronimo Madureira
Todos fazem parte desse todo que é o Recanto. Todos são imprescindíveis! Parabéns! Bj!

16/04/2009 22h25 - ERICOPANTANEIRO
Alo... alo.... puetaloide.... como diriam os jovens... muito loca tuas escritas cara..... um beijo no coração....

16/04/2009 13h33 - Lu Genovez
Tá e eu adoro os dois e daí??!!rs Meu ciúme é ciúme bom, sua lindeza!!! Beijooooo

16/04/2009 13h23 - inara cabral
É , acho que o recanto se diz o que na verdade a vida deveria ser...

16/04/2009 11h04 - Yauanna Cavalcanti
Que coisa mais linda é a minha mãe. Ela é isso tudo Puetalóide e muito mais. Adoro suas poesias também, mas a dela bem mais. Hahahahahahaa Beijosssss

16/04/2009 09h11 - Puetalóide
Há pessoas que são únicas... Quase exclusivas. No seu amar... No seu sentir... No seu querer. Que nos devotam carinho em cada gesto, em cada atitude, em cada palavra. Há pessoas também, que como elas sabemos existir muitas outras, mas complicado é encontrar uma dessas pessoas quando precisamos. E assim é Ysolda Cabral!!! E assim é esse ser maravilhoso!!! E eu me sinto orgulhoso por ser merecedor do seu carinho, da sua afeição. E de tão bondosa e amabilíssima, é por algumas vezes também meio que exagerada. ha ha ha ha ha . Senão vejamos: - Quê história é essa, Poetisa, de que eu tô triste, ou choramingando pelos cantos? - Que eu sou poeta, e que faço versos lindos e deslumbrantes? - Você hein!!! Mas isso é mesmo muito bom... de repente eu passo a ser merecedor de carinho por parte de todos que fazem o recanto. Obrigado Ysolda, por você existir... por me querer tanto bem... e exceder-se em tanto carinho. Obrigado Ysolda, principalmente, por você ser essa pessoa maravilhosa que todos nós do recanto das letras amamos e adoramos. Obrigado amiga... Por você ser você. E obrigado ainda mais uma vez, pela certeza que você nos oferece, de que assim continuará sendo. E acredite sempre numa coisa: - Esse cara que você diz que é poeta, e que escreve aquelas coisas que você teima em dizer que é poesia, lhe adora muito, e haverá de lhe adorar muito mais... E por muito, muito mais tempo ainda... até quando a vida ainda existir. Um "xêro" bem grande... Paz e Luz ao vosso Espírito.

15/04/2009 23h56 - de Mel
Bem lindo mesmo! Volte logo Puetalóide - que anda lendo sim, escrevendo não. E continue assim Ysolda, encorajando. Que coragem que te acompanha! Beijos para os dois sim!

15/04/2009 23h54 - Alexandre Menezes
Quando drescer quero um também para mim. Tomara que minha Nêga escreva. Bela homenagem.

15/04/2009 23h42 - Lu Genovez
Amei esse colo e fiquei com ciume!!rs Que o poeta se "recupere" logo. Beijos aos dois, lindeza!

15/04/2009 23h39 - Mario Roberto Guimarães
Belíssima homenagem, Ysolda, parabéns a você e ao Puetalóide. Beijos, Mario.