Seguidores

sábado, abril 04, 2009

"TUDO COMO DANTES NO QUARTEL DE ABRANTES"



“TUDO COMO DANTES NO QUARTEL DE ABRANTES”
De: Ysolda Cabral


A CONSCIÊNCIA do meu mundo exterior e interior é vasta
Com percepção muito destacada e aguçada
Perscruta com rapidez e facilidade o meu PRÉ-CONSCIENTE
Para saber se há algo diferente
E ele mais que depressa me informa
Que, realmente minha vida sem você não é nada.

No INCONSCIENTE os conjuntos imperscrutáveis
Obrigam-se a ficarem bem quietos
Por simples medo de minha censura interna
E assim eles permanecem quietos.

Revoltados o ID, o EGO e o meu SUPEREGO
Inflamam-se e reclamam implacáveis
O ID então se manifesta e me passa na cara:
Teu prazer é meu maior mérito
Mesmo que o teu INCONSCIENTE não revele

O EGO, todo apaziguador,
Gaba-se por ser o “dono” do equilíbrio e da realidade,
Diz para as energias se acalmarem e resfriarem
Pois as exigências da realidade
Imploram ao SUPEREGO que anule a percepção,
A memória, os sentimentos e os pensamentos de você
Sem retornar ao “Complexo de Édipo”.

E assim a luta dentro e fora continua
Visando o conhecimento de nós
Nós de ontem ou “nós outros” de hoje e de longe
Cuja incógnita, “a luz do meu sentimento”
Já não mais reluz como dantes.
**********
É no que dá estudar Psicologia Jurídica num sábado a noite. (Rsrs)

Um comentário:

ysoldacabral disse...

Título: "TUDO COMO DANTES NO QUARTEL DE ABRANTES"
Autor: Ysolda Cabral


Comentários

05/04/2009 11h59 - dos Santos
Belíssimo meus parabéns!

05/04/2009 07h37 - Mario Roberto Guimarães
É verdade, Ysolda, a Sociologia Jurídica rendeu uma bela inspiração, parabéns. Beijos, Mario.

05/04/2009 00h31 - Edson dos Santos
KKKKKKKKKKKKKKKKK... LEGAL...BEIJOS.

05/04/2009 00h20 - José Salvador
Genial poema freudiano...rs..rs..rs..inconsciente ou consciente....rs..rs.rs..fantástico...beijos...